Thursday, July 14, 2005

DA JANELA
Todo o final de tarde é a mesma coisa. Chego em casa, sirvo uma taça de vinho e bebo sozinho, mas nunca solitário. Daqui eu consigo enxergá-la. Eu fico olhando pra ela e parece que ela também está olhando pra mim. Cada dia eu descubro e me apaixono por um novo detalhe do seu corpo, do seu rosto, gosto até do jeito como ela se veste. Não que isso seja fundamental.

Precisamos nos conhecer melhor. É estranho, tenho a impressão de que já a conheço há algum tempo. Tenho até medo de acabar falando certas coisas no primeiro encontro que acabem a assustando. Por exemplo, tenho muita vontade de já ter um papo inicial pra discutirmos a nossa relação. Sei lá, acho que precisamos nos acertar desde o início. Sinto que a nossa relação é unilateral, e não deve ser assim. Amanhã de manhã, vou falar com ela sem falta. Até porque, amanhã é final de quinzena e, se trocarem aquele outdoor, eu nunca mais vou vê-la da minha janela.

4 comments:

Alberto said...

E o cara é um Outsider. Achei tri. Como tá a Ilha? Quase fui para esses lados...

keigiro said...

A ilha continua ligada ao continente por um istmo!

Bri said...

Keigiro!
Tudo bem?
To demorando mas tou chegando!
Sou colega da tua ex-dupla agora!
Vou te linkar no meu blog.
Bjs.

Claudia said...

curti muito.