Wednesday, June 15, 2005

O HOMEM DA BARBA RUIVA
Como sempre não fazia, naquele dia também ele não parou em frente ao espelho e não fez a barba. Passou pela cozinha e não tomou café com a família. Porque ele nunca fez uma família. O homem da barba ruiva não vestiu a camisa do seu time do coração. Não porque ele não tivesse coração, mas porque o time, assim como ele, há anos não fazia nada pelos seus torcedores.
Como todos os dias, ele foi para a frente da sua casa para fazer o mesmo de sempre: absolutamente nada.
Porém, o homem da barba ruiva que nada fazia era o mesmo que as crianças morriam de medo. Porque de noite, era ele quem fazia os seus sonhos virarem pesadelos.

Thursday, June 09, 2005

PINGO-LÁ
há um pingo lá na escuridão
um pingo que pisca em código morse
será ele um pescador com lampião
um vaga-lume em plena metamorfose?

sumiu o pingo lá da linha do horizonte
enquanto a lua se banhava na água turva
será que o pingo se apagou
ou pingou onde terra se curva?

Thursday, June 02, 2005

Aprendi
Se o que nos separa é o mar
eu aprendo a nadar,
a mergulhar e a remar.
Se o que nos separa é o ar
eu aprendo a voar,
a bater asas e até cantar.
Nao há nada que nos separe
que eu não possa aprender
porque ficar longe de ti
eu tenho toda certeza
que nunca vou saber.