Friday, October 22, 2004

O BOM FILHO
Da última vez eu prometi pra mim mesmo que se acontecesse de novo, estaria tudo acabado. E aconteceu. Então só me resta dar um fim nisso tudo. Acabar de vez com esse relacionamento sustentado a brigas e dias de reaproximação, à base do sobe e desce. Sendo que, você sabe, a subida sempre é mais demorada e exige muito mais esforço.

Cansei de descer. Não sei se tenho forças para subir de novo, sabendo que a gente vai cair de novo e machucar mais uma parte dos nossos corpos. Já não tenho mais dentes para sorrir, e de nada adianta lhe estender uma mão quebrada. Minhas costas estão em total fadiga, como se carregasse um cofre cheio de areia durante todos esses últimos meses cansativos.

E nesta última queda, acabei quebrando ambas as pernas, o que me impossibilitou de subir novamente e seguir em frente com você. Vou voltar um pouco atrás, pegar algumas coisas que acabei esquecendo pelo caminho e tomar o rumo de casa.

- Mãe, voltei. Agora estou só novamente.
- Não fique triste, filho. Eu senti que você estava voltando. Você parece cansado. Vai tomar um banho que enquanto isso eu preparo uma sopa.
- Não precisa não, mãe. Eu só quero um abraço.

No comments: