Tuesday, September 21, 2004

Hoje me dei por conta de que a minha mãe é um livro de histórias que eu devia abrir mais vezes.

A MENINA E O PAR DE TÊNIS
No tempo em que todas as crianças iam à escola calçando chinelos de palha ou tamancos de madeira feitos em casa, ela ganhou um par de tênis de lona de uma velhinha amiga da família. O detalhe é que a velhinha comprou os tênis na pressa e, sem se dar conta, levou um par de pés direitos. Em tempos de pós-guerra, mas valia dois pés do mesmo lado do que os dois descalços. E assim ela foi à escola feliz da vida, caminhando, saltitando e correndo com seus par de tênis novinho em folha. Alguns colegas a invejavam, outros riam da menina que tinha dois pés direitos. Era a menina do pé-virado. Mas ela não ligava para os comentários e, para sua alegria, na semana seguinte, a velhinha apareceu com um par de dois pés esquerdos.

A MENINA E A PLANTAÇÃO DE RETALHOS
Deu no jornal. Entrevista com as jovens que gostariam de arranjar um marido para atravessar o mundo e tentar a sorte num tal de país chamado Buradiru. Perguntaram a ela porque estaria interessada em deixar o Japão. Ela foi simples e categórica.
- Cansei dessas plantações em escadinha. Quero ir a um lugar onde se possa plantar uma só coisa, cobrindo o chão de uma só cor, até perder de vista.

O RETORNO DA MENINA
"Um dia eu quero voltar ao Japão e atravessar o país de norte a sul, só comendo as delícias de cada lugarejo que eu passar. Isso sim é matar as saudades do meu país. Talvez eu também queira visitar a escola que eu fui com meu tênis que era um par de pés direitos."

No comments: