Thursday, April 15, 2004

olhando pela janela ouvindo piazzola
E lá vai ela. Toda branquinha, leve, a passos lentos, muito lentos. Lá vai ela, no meio de uma multidão onde todas se parecem, exceto ela, que tem forma, tamanho e movimentos diferenciados. Ela brinca de sobe e desce como uma menina sozinha num elevador que tem paredes de vidro. Segue em frente, agora um pouco mais depressa que as demais. Correndo a favor do vento, ela vai abandonar a vida de cirrus para se fundir a um nimbus. Assim está melhor. Agora ela se sente grandiosa, pronta para continuar seu árduo trabalho de conceder alguns minutos de sombra àquelas pessoas que parecem formiguinhas lá embaixo, destilando ao sol das duas da tarde.

No comments: